domingo, 3 de maio de 2009

ALFABETIZAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. PODE?


ALFABETIZAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. PODE?

GRANDE PARTE DAS CRIANÇAS DA ESCOLA PÚBLICA PRECISA DESSE ESPAÇO PARA TER ACESSO A UM AMBIENTE ALFABETIZADOR

A POLÊMICA SOBRE ENSINAR OU NÃO AS CRIANÇAS A LER E A ESCREVER JÁ NA EDUCAÇÃO INFANTIL TEM ORIGEM EM PRESSUPOSTOS DIFERENTES A RESPEITO DE VÁRIAS QUESTÕES. ENTRE ELAS:

O QUE É ALFABETIZAÇÃO? ALGUNS EDUCADORES ACHAM QUE É A AQUISIÇÃO DO SISTEMA ALFABÉTICO DE ESCRITA; OUTROS, UM PROCESSO PELO QUAL A PESSOA SE TORNA CAPAZ DE LER, COMPREENDER O TEXTO E SE EXPRESSAR POR ESCRITO.

COMO SE APRENDE A LER E ESCREVER? PODE SER UMA APRENDIZAGEM DE NATUREZA PERCEPTUAL E MOTORA OU DE NATUREZA CONCEITUAL. O ENSINO, NO PRIMEIRO CASO, PODE ESTAR BASEADO NO RECONHECIMENTO E NA CÓPIA DE LETRAS, SÍLABAS E PALAVRAS. NO SEGUNDO, NO PLANEJAMENTO INTENCIONAL DE PRÁTICAS SOCIAIS MEDIADAS PELA ESCRITA, PARA QUE AS CRIANÇAS DELAS PARTICIPEM E RECEBAM INFORMAÇÕES CONTEXTUALIZADAS.

O QUE É A ESCRITA? HÁ QUEM DEFENDA SER UM SIMPLES CÓDIGO DE TRANSCRIÇÃO DA FALA E OS QUE ACREDITAM SER ELA UM SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO DA LINGUAGEM, UM OBJETO SOCIAL COMPLEXO COM DIFERENTES USOS E FUNÇÕES.

EM RAZÃO DESSES DIFERENTES PRESSUPOSTOS, ALGUNS EDUCADORES RECEIAM A ANTECIPAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS TRADICIONAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL ANTES DOS 6 ANOS (EXERCÍCIOS DE PRONTIDÃO, CÓPIA E MEMORIZAÇÃO) E A PERDA DO LÚDICO. COMO SE A ESCRITA ENTRASSE POR UMA PORTA E AS ATIVIDADES COM OUTRAS LINGUAGENS (MÚSICA, BRINCADEIRA, DESENHO ETC.) SAÍSSEM POR OUTRA. POR OUTRO LADO, HÁ QUEM VALORIZE A PRESENÇA DA CULTURA ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL POR ENTENDER QUE PARA O PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO É IMPORTANTE A CRIANÇA TER FAMILIARIDADE COM O MUNDO DOS TEXTOS.

NA EDUCAÇÃO INFANTIL AS CRIANÇAS RECEBEM INFORMAÇÕES SOBRE A ESCRITA QUANDO: BRINCAM COM A SONORIDADE DAS PALAVRAS, RECONHECENDO SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE OS TERMOS; MANUSEIAM TODO TIPO DE MATERIAL ESCRITO, COMO REVISTAS, GIBIS, LIVROS, FASCÍCULOS ETC.; E O PROFESSOR LÊ PARA A TURMA E SERVE DE ESCRIBA NA PRODUÇÃO DE TEXTOS COLETIVOS.

ALGUNS ALUNOS ESTÃO IMERSOS NESSE CONTEXTO, CONVIVENDO COM ADULTOS ALFABETIZADOS E COM LIVROS EM CASA E APRENDENDO AS LETRAS NO TECLADO DO COMPUTADOR. ELES FAZEM PARTE DE UM MUNDO LETRADO, DE UM AMBIENTE ALFABETIZADOR. OUTROS NÃO: HÁ OS QUE VIVEM NA ZONA RURAL, ONDE A ESCRITA NÃO É TÃO PRESENTE, E OS QUE, MESMO MORANDO EM CENTROS URBANOS, NÃO TÊM CONTATO COM PESSOAS ALFABETIZADAS E COM OS USOS SOCIAIS DA LEITURA E DA ESCRITA.

GRANDE PARTE DAS CRIANÇAS DA ESCOLA PÚBLICA DEPENDE DESSE ESPAÇO PARA TER ACESSO A ESSE PATRIMÔNIO CULTURAL. A EDUCAÇÃO INFANTIL É UMA ETAPA FUNDAMENTAL DO DESENVOLVIMENTO ESCOLAR DAS CRIANÇAS. AO DEMOCRATIZAR O ACESSO À CULTURA ESCRITA, ELA CONTRIBUI PARA MINIMIZAR DIFERENÇAS SOCIOCULTURAIS. PARA QUE OS ALUNOS APRENDAM A LER E A ESCREVER, É PRECISO QUE PARTICIPEM DE ATOS DE LEITURA E ESCRITA DESDE O INÍCIO DA ESCOLARIZAÇÃO. SE A EDUCAÇÃO INFANTIL CUMPRIR SEU PAPEL, ENVOLVENDO OS PEQUENOS EM ATIVIDADES QUE OS FAÇAM PENSAR E COMPREENDER A ESCRITA, NO FINAL DESSA ETAPA ELES ESTARÃO NATURALMENTE ALFABETIZADOS (OU APTOS A DAR PASSOS MAIS OUSADOS EM SEUS PAPÉIS DE LEITORES E ESCRITORES)".

REGINA SCARPA (NOVAESCOLA@ATLEITOR.COM.BR)


http://revistaescola.abril.com.br/educacao-infantil/4-a-6-anos/alfabetizar-educacao-infantil-pode-422868.shtml

Um comentário:

  1. A alfabetização na educação infantil deve respeitar o tempo de cada criança, pois cada uma tem uma forma de aprender e aceitar o novo, o professor deve observar isso, alguns alunos entram na maior vontade de escrever e de reconhecer as letras para escrever o seu próprio nome, enquanto outros não possuem essa vontade mais querem se socializar com os demais colegas e muitas vezes são forçados a escreverem pelos professores através de gritos e brigas.

    ResponderExcluir

LinkWithin