segunda-feira, 17 de agosto de 2009

INFORMATIVO FOLCLORE




INFORMATIVO

FOLCLORE

A ORIGEM DO TERMO VEM DE UMA PALAVRA CRIADA PELO INGLÊS WILIAN JOHN THOMS, A 22 DE AGOSTO DE 1846.

FOLK = POVO

LORE = CONHECIMENTO, SABER.

ESTA DATA FOI CONSAGRADA COMO DIA MUNDIAL DO FOLCLORE.

FOLCLORE É O CONJUNTO DE TRADIÇÕES, CONHECIMENTOS POPULARES, LENDAS, MÚSICAS, ADIVINHAÇÕES, PROVÉRBIOS.

CIÊNCIA QUE CUIDA DAS TRADIÇÕES, USOS E COSTUMES DOS POVOS. SABER DO POVO TRANSMITIDO DE PAI PARA FILHO.

CUCA, CURUPIRA, SACI-PERERÊ, LOBISOMEM, MULA-SEM-CABEÇA EXISTEM NA FANTASIA E IMAGINAÇÃO DE MILHARES DE PESSOAS E FAZEM PARTE, DE ALGUMA MANEIRA, DE NOSSA MEMÓRIA.

FOLCLORE, PORTANTO É O CONJUNTO DAS TRADIÇÕES, CONHECIMENTOS, CRENÇA POPULAR, LENDAS, MÚSICA, DANÇAS, ADIVINHAÇÕES, PROVÉRBIOS, SURPETIÇÕES, BRINQUEDOS, JOGOS, POESIAS, ARTESANATOS, CONTOS, ENFIM, TUDO QUE FAZ PARTE DA CULTURA E DA MEMÓRIA DE UM POVO.

NO BRASIL, AS FONTES DO FOLCLORE SÃO TRÊS CORRENTES ÉTNICAS, QUE CONTRIBUÍRAM PARA A SUA FORMAÇÃO: O PORTUGUÊS, O INDÍGENA E O NEGRO. O FOLCLORE TAMBÉM É LITERATURA. É DE VALOR INTEGRAL NA CULTURA. MERECE SER ESTUDADO E APROVEITADO SOB OS ASPECTOS: INTECTUAIS, ARTÍTICOS, EDUCACIONAIS, TÉCNICOS, RECREATIVOS, DENTRE OUTROS.

TAMBÉM É FOLCLORE...

. APELIDOS: “BARATA DESCASCADA”



. FESTAS E DANÇAS: CONGADA, FREVO, SAMBA, BATUQUE, QUADRILHA, CARNAVAL, DENTRE OUTRAS.



. INTRUMENTOS FOLCLÓRICOS: AFOXÉ, BERIMBAU, RECO-RECO, MARACÁ, DENTRE OUTROS.



. BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS: CAVALO DE PAU, TELEFONE SEM FIO, PASSAR ANEL, PULAR CORDA, PIÃO, AMARELINHA, DENTRE OUTRAS.

. CANÇÕES: “CIRANDA, CIRANDINHA”, DORME NENÉM, BOI DA CARA PRETA, DENTRE OUTRAS.



. ALGUMAS LENDAS: CURUPIRA, BOTO COR-DE-ROSA, LOBSOMEM, MULA-SEM-CABEÇA, NEGRINHO DO PASTOREIO, IARA, MÃE D’ÁGUA, SACI-PERERÊ, VITÓRIA RÉGIA, LENDA DA MANDIOCA, BOITATÁ.

. MEDICINA POPULAR. DOR NO FÍGADO: TOMAR CHÁ DE BOLDO.


. PROVÉRBIOS:

“QUEM QUER COMER A CARNE TEM QUE ROER O OSSO”.

“ÁGUA MOLE E PEDRA DURA, TANTO BATE ATÉ QUE FURA.”

.TRAVA LÍGUAS: FÓMULAS VERSIFICADAS DE DIFÍCIL PRONUNCIA E MESMO PEQUENOS RELATOS, QUE APRESENTAM NO SEU DESENVOLVER, PALAVRAS DE DIFÍCIL ARTICULAÇÃO.

EXEMPLO: “O RATO ROEU A ROUPA DO REI DE ROMA"

"UM PAPO DE PATO NUM PRATO DE PRATA"

"O ABANO ABANA A CABANA, EM COPACABANA



DITADOS: DIZERES OU SENTENÇAS BREVES, GERALMENTE DE CONTEÚDO MORAL, QUE NASCEM DE EXPERIÊNCIA DO HOMEM EM CONTATO COM O MUNDO QUE O CERCA.

EXEMPLO: “CADA MACACO NO SEU GALHO”.

“QUEM DÁ AOS POBRES, EMPRESTA A DEUS”

"JACARÉ QUANDO TEM FOME, ATÉ BARRO COME."



FRASES DE PÁRA CHOQUES DE CAMINHÃO : FRASES CURTAS, DE TOM SATÍRICO, HUMORÍSTICO, LÍRICO, ESCRITAS NOS CAMINHÕES.

“FELIZ FOI ADÃO QUE NÃO TEVE SOGRA E ENM CAMINHÃO”

PARLENDAS: VERSOS QUE SERVEM PARA EMBALAR, ENTRETER E DISTRAIR A CRIANÇA.

EXEMPLO:

CADÊ O TOUCINHO

QUE TAVA AQUI?

GATO COMEU.

CADÊ O GATO?

FOI PRO MATO.

CADÊ O MATO?

FOGO PEGOU.

CADÊ O FOGO?

ÁGUA APAGOU.

CADÊ A ÁGUA?

BOI BEBEU.

CADÊ O BOI?

TÁ AMASSANDO O TRIGO.

CADÊ O TRIGO?

GALINHA CISCOU.

CADÊ A GALINHA?

TÁ BOTANDO OVO.

CADÊ O OVO?

FRADE COMEU.

CADÊ O FRADE?

TÁ REZANDO A MISSA.

CADÊ A MISSA?

O POVO OUVIU.

CADÊ O POVO?

PASSOU POR AQUI, POR AQUI...

TEXTO COM BASE NA COLEÇÃO “ALFABETIZAÇÃO SEM SEGREDOS”, “ EVENTOS ESCOLARES”

VOL. 6 – AGOSTO

LinkWithin